• Informe-se
  • Notícias da PRT1
  • MPT-RJ participa de encerramento do mandato de conselheiro da Comissão da Infância, Juventude e Educação

MPT-RJ participa de aula inaugural da nova turma do programa TransGarçonne

Curso de extensão qualifica profissionalmente pessoas trans para atuar no mercado de trabalho formal

Na última terça-feira, 10 de maio, o Ministério Público do Trabalho no Rio de Janeiro (MPT-RJ) esteve presente na aula inaugural da segunda turma do programa TransGarçonne, na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). O foco do programa é o mercado gastronômico, mais especificamente o setor de hospitalidade. São 40 horas de curso, com temas relacionados à produção de drinks e bebidas, bem como o atendimento no salão de bares, hotéis e restaurantes. Foram selecionadas 25 pessoas, que ao final da capacitação receberão um certificado emitido pela UFRJ.

Criado em 2019, o TransGarçonne é um curso de extensão universitária da UFRJ, que tem como objetivo qualificar profissionalmente pessoas trans para atuar no mercado de trabalho formal. O mercado da Gastronomia é um dos que mais emprega pessoas trans, com enfoque no setor de bebidas a fim de que as/os participantes possam se qualificar profissionalmente para atuar em bares, cafeterias e restaurantes.

O procurador do MPT-RJ e Gerente Nacional do Projeto Empregabilidade LGBTQIAP+ , Rogério Guimarães falou sobre a importância do programa: “Apoiar o programa Transgarçone traduz o compromisso do Ministério Público do Trabalho no combate à discriminação nas relações laborais. Estou convicto que a qualificação de pessoas transgêneras e travestis é um importante instrumento para facilitar o acesso ao mercado de trabalho desta camada social e, em consequência, alcançar a dignidade da pessoa trabalhadora.”

Os idealizadores e coordenadores do programa, Renato Monteiro e Breno Cruz destacaram a importância da parceria com o MPT-RJ: “Ter o MPT-RJ ao nosso lado é uma alegria tão grande! Uma instituição tão séria apoiando nosso programa nos faz ter a certeza de que estamos no caminho certo para garantir a dignidade de pessoas trans, travestis e não binaries por meio do trabalho formal."

Também estiveram presentes o procurador-chefe do MPT-RJ, João Batista Berthier, a procuradora Fernanda Barbosa Diniz e a embaixadora do Transgarçonne, Rochelly Rangel. O curso de Formação de Bartender, Garçom e Garçonete foi iniciado no dia 10 de maio e termina no dia 28 de junho - Dia do Orgulho LGBTQIAP+.

Assessoria de Comunicação • Ministério Público do Trabalho no Rio de Janeiro (MPT-RJ)
(21) 3212-2121 • (21) 9 9423-7936
prt01.ascom@mpt.mp.br
prt1.mpt.mp.br | Twitter: @MPTRJOficial | Facebook: MPTRJ.Oficial  Instagram: @mpt.rj

Imprimir