• Procuradorias
  • Sede
  • Mudança na notificação para expedição eletrônica de documentos

MPT-RJ participa da 1ª Escuta Temática da Comissão Especial da Juventude da Alerj

Atividade é aberta ao público e debate políticas públicas específicas para a juventude fluminense

A Comissão Especial da Juventude (CEJUVI) da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) promoverá, durante o mês de outubro, uma série de escutas abertas ao público sobre políticas públicas específicas para a juventude fluminense. O objetivo da Comissão é diagnosticar a situação dos jovens no Estado e propor políticas públicas para essa faixa etária.

O Ministério Público do Trabalho no Rio de Janeiro (MPT-RJ) participou do primeiro encontro realizado nesta segunda-feira, 30 de setembro, com o tema trabalho. As procuradoras do MPT-RJ, Dulce Martini Torzecki e Guadalupe Couto, apresentaram a atuação do órgão em assuntos ligados a Lei da Aprendizagem e trabalho análogo ao escravo.

A deputada estadual e presidente da CEJUV, Dani Monteiro, acatou sugestão da procuradora Dulce Torzecki para encaminhar moção de apoio em defesa da aprendizagem, para que a sociedade não perca nenhum direito na aprovação do Estatuto da Aprendizagem, proposto pelo deputado federal Marco Bertaiolli. Essa semana diversos estados estão realizando audiências públicas, buscando o apoio do poder legislativo e da sociedade em geral em defesa da aprendizagem profissional, especialmente como direito dos adolescentes.

Outro assunto abordado foi a precarização do trabalho decorrente do crescimento do fenômeno da uberização.

“O evento foi extremamente importante para ouvirmos dos representantes da sociedade civil e da academia as angústias decorrentes do desenfreado crescimento do fenômeno da uberização do trabalho, extremamente precarizante, com relatos de diversos trabalhadores falsamente denominados como autônomos, submetidos a jornadas de 12 a 16 horas, recebendo baixa remuneração, além de estarem totalmente à margem da proteção trabalhista e previdenciária. Problemas, esses, que atingem, principalmente, a classe trabalhadora jovem e clamam por mudanças legislativas, assim como, ocorreu recentemente na Califórnia” destacou a procuradora do MPT-RJ, Guadalupe Couto.

Estiveram presentes representantes da Defensoria Pública, Ministério Público, Fórum Estadual de Aprendizagem, Grupo de Pesquisa Classe e Trabalho, ONG Criola, Frente Papa Goiaba, CoopLiberdade, MST e MTST.

As próximas escutas serão sobre violência, educação e saúde e contarão com a participação de especialistas em suas respectivas áreas de atuação, intelectuais, instituições e movimentos sociais, além de parlamentares das esferas federal, estadual e municipal.

Todas as audiências serão realizadas na Biblioteca da Alerj, nas datas abaixo:

07 de outubro
Tema: Violência
Horário: 14:00

11 de outubro
Tema: Educação
Horário: 10:00

18 de outubro
Tema: Saúde
Horário: 10:00

Saiba mais: https://bit.ly/2oj0qXX

Assessoria de Comunicação • Ministério Público do Trabalho no Rio de Janeiro (MPT-RJ)
(21) 3212-2121 • (21) 9 9423-7936
prt01.ascom@mpt.mp.br
prt1.mpt.mp.br | Twitter: @MPTRJOficial | Facebook: MPTRJ.Oficial

Imprimir